01 February 2007

Por lugares meus

"A anunciação por Caravaggio"

Trago em mim tudo de ti
imagens sucedem-se ininterruptas
sorrisos acendem-se, desenham
labios perfeitos de onde jorram
palavras, expressões, dizeres,
tons que preenchem o espaço
onde me movo, que me trazem
vivo, desperto, um em ti,
que me transformas os dias,
os fins-de-dia dengosos, quando
o cansaço te estende as pernas
sobre o meu colo e pedes as mãos
que te acariciam numa massagem
longa e suave de carinhos, os
olhos desenham calma e ternura,
os braços se abandonam, deixados,
e se estendem num prolongamento
de gesto natural e o corpo que os
segue procura o aconchego, o
encaixe perfeito, transporta os
odores que também são meus,
que conheço e guardo em toda
esta luz que nos envolve, nos
torna parceiros, companheiros
de estar e sentir, de partilha.

Preenchido estou, deste Amor
que me inunda, que guardo
brotando imparável, que já
era muito antes de o ser, onde
já existias desde que me recordo.
Antes de mais quero ser teu,
amigo de sempre e para sempre,
depois quero continuar a ser teu,
companheiro de caminhada,
cúmplice dos teus calados suspiros,
dos teus gritos de alegria, de ti,
partilhar dando-te espaço, o teu,
despertar-te para a beleza que te rodeia,
que a vivas e sintas a cada instante, mesmo
quando parece que o nevoeiro persiste,
calar-te os choros que desejo escassos,
desejar que sejas um, em paz, com tudo,
com cada um e que cada momento seja
teu, em renovação e reinício, porque
quero para sempre ser o teu Pai,
... de cada um de vós que são meus.


Para os dois seres que deram sentido à minha vida.

3 comments:

zahir said...

Lindo...! Feliz de quem cresce nesse colo de amor, pai...

MC said...

Felicidade é ter a oportunidade de amá-los desta forma

zahir said...

Oportunidade de amar há sempre, oportunidade para o sentir é q talvez não. Estarei enganada?