07 March 2007

Instantes cruciais

Ontem escrevi, arrastei um poema
trouxe-o à escrita, ao correr dos dedos
senti-o e acima de tudo, ouvi-o
no final ... no final .... !!!!
a ligação foi abaixo e perdi-o.

:0))))

9 comments:

marmanja said...

As ligações não caem sem razão
Uma ligação pressupõe Passagem
..............................de informação
Bilateral
Bloqueia-se esta fluidez
Quebra-se a conecção
Perde-se.....................................

AA said...

Por vezes o vazio total é a coisa mais bela que pode acontecer,
a maior benção.

marmanja said...

De que vale uma vida sem partilha
É nas partilhas que há enriquecimento
não no cobarde isolamento.
Sempre a aprender
Sempre ligada a Partilhar

bublicious said...

E como nada acontece por acaso... secalhar o poema não era para publicar mas ficar apenas e somente contigo... who knows :)

bjnh grd

isabel mendes ferreira said...

um beijo.....de flor...



arrastada para aqui.

AA said...

Cobarde ???! ^0)
Por vezes a partilha excessiva acaba em isolamento profundo.

marmanja said...

Prefiro continuar a partilhar
Sem medo.
Ficar feliz ao fim
Com delgado raio de luz que sobrou,
E fazer dele um novo amanhecer.
Isolamento?
Apenas pontual e com sabor meditativo,
Depois voltar sôfrega ao tufão das desilusões
pontuadas com surpreendentes mesmo que pequenas descobertas

AA said...

Últimos.
Não falava própriamente em «solitária», apenas dos tais momentos de meditação!
Picanço?!...Alguma coisa não vai bem...Lamento. Mas se no meio de tanta sofreguidão o tufão for menos generoso, cá estarei para um carinho...I promise.

marmanja said...

:)